Nome para a religião?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Nome para a religião?

Mensagem  M· Diniz Nemetios em Sex Out 07, 2011 1:08 pm

Saudações.

Com este tópico pretendo iniciar uma discussão de fins práticos, baseada na pergunta "haveria necessidade de termos um nome "próprio" para designar nossa religião?". O motivo da questão não é difícil. No geral, pode-se dizer que a questão gira em torno de "rótulos" e se discursar belamente contra estes, o quanto geram má compreensão e sua insignificância. Bem, fato é que "rótulos" não só funcionam, como são requeridos (quase que didaticamente) quando se apresenta algo ao público leigo. Daí que me parece prudente pensar nisto.


  • -Outras religiões Indoeuropéias "renascidas/reconstruídas" adotaram nomes próprios vd. Ásatrú, Teodismo, Helenismo, Cultus Deorum Romanorum ou Religio Romana, Romuva, Rodnoveria, etc.
  • -Por mais que haja um vínculo com o politeísmo céltico, há algo a se pensar, pois Druidismo (termo que eu próprio utilizara tempos atrás) não é tão adequado, já que hoje o termo designa mais as práticas religiosas de várias ordens e grupos que compartilham de uma simbologia, conceitos e vocabulário em sua maioria de origem galesa e irlandesa. Por outro lado, o termo 'Reconstrucionismo Céltico' se mostra por demais abrangente e nem sempre esteticamente agradável.
  • -A proposta norte-americana de 1990 de chamar-se Senistrognata (do Protocéltico *senistero-gnata, "as coisas conhecidas dos ancestrais"), também, como em Reconstrucionismo Celta (doravante RC), soa por demasia abrangente. Por sua vez, tal termo soa um tanto quanto vago para muita gente, eu próprio acho que um termo calcado no Protocéltico mais adequado seria *seno-kreddīmā ("crença antiga") ou *senāko-kreddīmā ("crença ancestral") - que até me soa melhor aos ouvidos. Ainda no Protocéltico, as palavras utilizadas para designar as práticas religiosas são *φeri-stā ("religião, confissão" etimologicamente, o termo vem do indo-europeu significando algo como "estar em pé em torno [do santuário ou do sacrifício]" - é um termo que designa a participação formal nas atividades religiosas comunitárias e públicas. Em irlandês antigo é iress), *kreddīmā ("crença, credo, fé", aqui o termo está etimologicamente mais ligado a convicção religiosa pessoal/particular, fé. Em irlandês antigo é cretem, em bretão antigo critim e em bretão medieval crediff) e *yālo- ("culto, súplica, zelo religioso", já aqui é um termo que designa mais certa atividade religiosa, do que a religiosidade em si. Em irlandês antigo é áil ou ál, em galês médio yawl).


Sobre um termo para designar o politeísmo ibérico como um todo nos tempos pré-romanos tem-se um problema, pois não se teve apenas uma matriz étnicocultural: os iberos e cartagineses ao sul, tartésicos (que ainda se discutem se estão mais para celtas ou iberos ou algo diverso ou médio a ambos) no sudoeste, celtas e "celtóides" no centro, centroeste e noroeste, aquitanos não-indo-europeus a norte-nordeste, etc. Daí que é necessário delimitar geograficamente bem.

Outra coisa é a delimitação temporal, há quem defenda que o culto pré-romano esteja por demais fragmentado para uma reconstrução funcional, sendo necessário adotar a religião romana como espinha dorsal e ter a religião anterior como "adereço", tendo o culto à romana. Outros ainda poderiam argüir que um paganismo ibérico coerente com a tradição folclórica (e com o todo da paganidade conhecida na Ibéria) que aí está deva ainda incluir algo das crenças pagãs germânicas, dos Suevos, por exemplo. Daí que ter um termo só para designar tudo isso é complicado, e me parece prudente delimitar bem as preferências e focos de culto pessoais ou grupais.

Ainda outra coisa, é o caráter geral de uma possível adoção de um nome. Este teria de ser referência ou abrangente para todos os correligionários/cultores/adeptos/dedicantes. Seja na Espanha ou em Portugal, e por decorrência nos demais países ou comunidade hispano ou lusodescendentes. Daí que seria interessante discutir a questão com outros fóruns, redes sociais, etc. para que o que fosse acordado e adotado, o fosse, pelo menos como referência, para toda a comunidade religiosa moderna (esteja nas "Homelands" na Europa, ou aqui nas terras da "diáspora" hispanolusa). Ou seja, é interessante que seja um termo representativo, que sirva de identificador real.

Outra questão importante é ver qual seria a base para o nome: étnico/tribal, temporal ou geográfico? Para um culto que envolve a romanidade e a pré-romanidade, por exemplo (sendo um termo de cariz mais temporal) se pode ter, como adotam alguns espanhóis, um termo como Culto Politeísta Hispano-Romano, ou simplesmente Religião Hispanorromana ou "Hispanorromanismo". E seu adepto/cultor/dedicante algo como "hispanorromanista". Este caso me parece assente. Mas e para os que se voltam ao culto pré-romano? Adotar um termo "étnico" pode ser complicado - por exemplo, Vetonismo (para o culto aos deuses Vetões) ou Lusitanismo (ou Lusismo) para o culto aos deuses lusitanos, por mais que soem termos interessantes, esbarram no problema de que o atual conhecimento das fronteiras linguísticas-culturais-religiosas entre estes povos não está tão sedimentada assim, se as há relevantemente. Além de fomentar um possível "separatismo religioso" sem fundamento ou baseado em aspectos superficiais, talvez inapropriados historicamente.

Então, que pensas sobre? Achas interessante? Desnecessário? Tem algo a sugerir?

Começo por mim, pois, cônscio de que isto é algo que para ser válido de fato, representativo, deve ser comunitário - e que os europeus têm lá um peso a se considerar - penso o seguinte:

Seria interessante um termo que indicasse o aspecto geográfico geral e outro que indicasse o étnico/temporal. O nome da península possui algumas origens e não se sabe claramente qual o nome (se havia um) que os próprios ibéricos nativos ou os celtas da região davam a toda a península. Os gregos chamaram Iberia e tardiamente Esperia (que foi romanizado como Hesperia), os romanos Ispania, Hispalis, Hispaniae, Hispania, e a etimologia do termo é disputada (tendo como fortes candidatas, origens extra-indo-europeias).


Hispanoceltismo ou Iberoceltismo.
  • adepto/cultor: hispanoceltista, iberoceltista
  • escopo: culto dos deuses célticos da Ibéria e aos deuses locais, e "reconstrução" da religião pré-romana dos povos de etnia céltica ou celtóide da Península.
  • sub-divisões: Celtiberismo, Lusismo, Vetonismo, Galecismo ou Galaicismo (que talvez constitua um bloco "luso-galaico-vetão"), Asturismo, etc.


Religião Hispanorromana, Hispanorromanismo.
  • adepto/cultor: hispanorromanista (ou simplesmente 'hispanorromano'?)
  • escopo: culto dos deuses romanos da época do Império, ou mesmo a Religio Romana mesclada com a Interpretatio Romana dos deuses pré-romanos e o culto destes, assim como dos deuses "orientais" incorporados a religião romana popular (como Isis, Mitra, etc.), à romana.


Não vejo um nome adequado para diferenciar uma religião que incorporasse os paganismos (incluindo o germânico) até e através a cristianização, pelo folclore recente. Talvez fosse o que alguns chamam de Bruxaria Tradicional Ibérica, ou algo assim. Mas isto denominaria mais um conjunto de práticas mágicas "tradicionais" (isto é, assentadas no Folklore ibérico - que por usa vez tem raízes célticas, romanas, germânicas e talvez, em algumas regiões, algo pouquíssimo de mouro), de caráter mais pessoal ou familiar, ou como corrente de mistérios, do que uma Religião propriamente dita, de caráter comunitário e público. Realmente não sei.

M· Diniz Nemetios
Administrador
Administrador

Mensagens : 297
Data de inscrição : 25/03/2011
Idade : 30
Localização : Lagoa Seca, Parahyba - Brasil

http://recons-iberoceltica.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum