Samonis - Magusto Doméstico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Samonis - Magusto Doméstico

Mensagem  M· Diniz Nemetios em Sab Abr 21, 2012 9:49 pm

Com base no levantado para [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.], o que podemos fazer para o âmbito doméstico - visto esta ser uma das festas com maior ênfase doméstica?

Práticas domésticas gerais para os três dias.

  • Primeiro dia:
    1) Coleta de castanhas, nozes, bolotas e relacionados
    2) Soldo de contas, empréstimos, contratos em geral de âmbito doméstico (e pessoal) que possam ser resolvidos
    3) Compras necessárias e seleção dos alimentos, receitas, etc.
    4) Participação no ritual do acendimento do Fogo Novo, trazer o fogo para casa (pode ser em uma tocha, lamparina, etc.) e acender o fogão/fogo do altar com ele e simbolicamente ligar o disjuntor elétrico da casa; caso não haja um rito comunitário do qual se possa participar, pode o/a chefe de família oficiar uma versão doméstica do rito.
    5) É interessante que haja uma fogueira feita fora de casa (se não for possível, pelo menos que seja em um local agradável nos arredores da casa) para assar castanhas, carne e onde se possa sentar, beber e conversar com os familiares e amigos convidados, em tom alegre (mas não exuberantemente alegre - isto está mais para o Beltane - aqui o tom é de uma música de fundo não tão alta)
    6) Na parte do dia (seguinte), faz-se adivinhações (relacionadas ao mundo amoroso e/ou profissional) de cunho pessoal ou doméstico
    7) Prepara-se os pães rituais e os pratos para a ceia
    8) Assim como faz-se os cucas/cocas/Jack O'Lanterns e amuletos de proteção doméstica/familiar e pessoal

  • Segundo dia:
    1) Participação no eventual rito de proteção comunitário, caso não haja, pode-se oficiar um em casa - ou simplesmente preparar um banho purificador ou fumigação para a casa e os amuletos (além das próprias pessoas da casa)
    2) Acendimento das lanternas (Cucas/Cocas/Jack O'Lanterns) e enfeite da casa, coloca-se eventuais amuletos sobre as janelas e/ou atrás das portas
    3) Ceia familiar (perto da meia-noite?) com reserva de espaços para os Ancestrais e Finados da Família, preparação de ao menos um prato para eles (como todas as iguarias à mesa - principalmente os pães rituais), deixar (ao menos por um espaço de tempo) as portas e janelas da casa aberta - antes da ceia propriamente, fazer uma oração adequada a ocasião e se for o caso, ter aceso o fogo da casa (do altar doméstico - além do eventual altar para os ancestrais, caso se tenha um).
    4) Na parte do dia (seguinte) depositar o que está "babado de defunto" (o/s prato/s ofertado/s na ceia) em uma estrada/caminho, às margens de um lago/rio, enterrar ou queimar
    5) Pode-se igualmente visitar um cemitério onde estejam os restos mortais dos familiares mais próximos para limpar, organizar e/ou enfeitar o local, assim como marcos históricos identitários, pátrios ou étnicos
    6) Organiza-se as coisas e faz-se mais iguarias para o banquete comunitário (ou caso não haja como participar de um, para uma reprodução em micro-escala em casa)

  • Terceiro dia:
    1) Participar do rito dos brindes e do banquete comunitário, caso não seja possível, reproduzi-lo em escala doméstica e na medida do possível
    2) Fazer consultas oraculares para a família e as coisas da casa em geral
    3) Festejar ou pelo menos ter a noite em clima festivo e/ou de repouso alegre
    4) Na parte do dia (seguinte), realizar uma limpeza na casa (caso se deseje, as pessoas da casa devem tomar um banho purificador), organizar e recolher enfeites e outros itens (a recolha dos amuletos, de todos, alguns ou de nenhum depende da circunstâncias gerais da casa)


A relação com as divindades (e com o panteão ou panteões escolhidos) da ocasião é muito importante. O cultivo e respeito da herança, identidade e relação religiosa e dos laços naturais (amigos concretos, de infância-de longa data, familiares, filhos, cônjuge, etc.) é de grande importância.

Diretriz litúrgica para um único dia?
Bem, não é o ideal, mas em condições menos favoráveis pode-se realizar toda a gama de ritos (especialmente as três cerimônias religiosas, propriamente falando) em uma cerimônia doméstica de uma noite. Pode ser feita uma liturgia pelas seguintes diretrizes.

  1. Organização e preparativos gerais - enfeites, manjares, bebidas, amuletos, lanternas, etc. tudo é preparado para a noite.
  2. O ritual em si - neste caso temos a seguinte estrutura:
    a) Purificações gerais e preparações - pessoas, local (caso não seja), altar (caso seja um erigido para o rito), etc.
    b) Início do rito - o acendimento do Fogo Velho (e apagamento das luzes da casa), reflexão sobre seu significado, etc. - seu apagamento ritual e oferta (a ser depositada fora da casa, de preferência em um terreno mais distante (esta parte do rito pode ser realocada para outra ocasião, caso seja mais propício) - o acendimento do Fogo Novo (e das luzes da casa)
    c) Invocações e oferendas aos deuses; homenagens aos Ancestrais, Heróis, etc. e a divindade que preside os idos e tida como Ancestral da estirpe, prece para que os idos sejam bem reconduzidos ao Outromundo, etc.; homenagem e oferta às divindades de proteção doméstica, de aspecto salutífero e fortalecedoras da família, seus projetos e "colheitas"
    d) Consulta pela aceitação das oferendas
    e) Benzimento de amuletos (caso as ofertas tenham sido bem recebidas), banquete familiar, etc.
    f) Rodada de brindes aos poderes da ocasião, agradecimentos gerais e libações, finalização do rito
    g) Refeição cerimonial como ceia doméstica
    h) Prece final pela boa condução dos mortos e proteção doméstica
  3. Depósito das oferendas (depois do amanhecer?), recolhimento dos enfeites, etc.


Os detalhes ficam para ser vistos por cada um, pois há muito a ver. Por exemplo, há quem ache que o feitio de uma Queimada Galega aqui seja uma boa opção e a insira como "canalizadora" das bênçãos divinas neste rito, simbolicamente apontando para o Fogo na Água como estruturação divina benéfica, entre outras coisas; pode-se muito bem envolver a família toda - ou caso se viva com amigos - envolver as pessoas que participarão, seja no preparativo das comidas, enfeites/lanternas/amuletos, etc. É algo importante, não só pela confecção em si das coisas e dos momentos alegres que isto pode gerar, mas pelo convívio e real participação no processo do rito. Uma liturgia mais específica fica para ser postada noutra ocasião (afinal, ainda precisamos ter um tópico para discutir uma liturgia "padrão").

Que tal? Alguma sugestão, crítica ou comentário? Por favor, colabora, pois!

_________________
·M·D·NEMETIOS·
·BRIGAECOM·
·PARAHYBA·BRASILIA·
---
Castro dos Brigaecoi
Senākokredīmā
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

M· Diniz Nemetios
Administrador
Administrador

Mensagens : 297
Data de inscrição : 25/03/2011
Idade : 30
Localização : Lagoa Seca, Parahyba - Brasil

http://recons-iberoceltica.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum