Keltiberika

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Keltiberika

Mensagem  Manuel Araújo em Sex Dez 09, 2011 12:13 pm

Projeto de Marcílio Diniz e Endovelicon.
Fonte: http://keltiberika.yolasite.com/nes.php


KELTIBERIKA?

É o nome do projeto de construção de uma versão possível do idioma celtibérico falado na península ibérica, nossa tentativa se volta mais precisamente entre os séculos III a.e.c e o século I da era cristã. Este projeto visa primeiramente uma introdução ao estudo da língua celtibérica histórica, tendo mais um caráter, digamos, didático-pedagógico e menos pretensioso de um ponto de vista acadêmico. Em um segundo momento, este projeto também visa oferecer um aparato idiomático para usos religiosos no paganismo contemporâneo. Cabe ressaltar que é um projeto de 'construção' 'em construção', estamos abertos a revisões, melhorias etc.; assim como ao alto grau de erro ao qual nos expomos em uma tentativa de alcance tão amplo.

FONTES

CÓLERA, C. J. Celtiberian. In E-Keltoi v.6. 2007a.____________. Chronica epigraphica celiberica IV. In Paleohispanica. v.6.
Zaragoza: Instituto "Fernando el Católico", 2006.____________. ? Sistema dual de escritura en Celtibérico? In Paleohispanica. v.5.
Zaragoza: Instituto "Fernando el Católico", 2005. ____________. Estudios sobre el sistema dual de escritura en epigrafía no monetal celtibérica. In Paleohispanica. v.7. Zaragoza: Instituto "Fernando el Católico", 2007b.
CÓLERA, C. J.; ARIÑO, B. D. [K.0.3.] Ni sokobirikea ni sekobirikia: sekobiriza – a propósito del tratamiento *g-yod em Celibérico. In Paleohispanica. v.6. Zaragoza: Instituto "Fernando el Católico", 2006.
CONNELLAN, O. A pratical grammar of the Irish language. B. Geraghty: Dublin, 1844.
CORNAGO, I. S. Muko – kaiko, relectura de K.9.1. In Paleohispanica. v.7. Zaragoza: Instituto "Fernando el Católico", 2007.
ESKA, J. F. Phonological answers to orthographic problems – on the treatment of non-sibilant obstruent + liquid groups in Hispano-Celtic. In Paleohispanica. v.7.
Zaragoza: Instituto "Fernando el Católico", 2007.
LEAL. A. T. Labarish adjetives.doc. Disponível nos arquivos do grupo Celticaconlang do Yahoo.
_________. Labarish verbal system.doc. Disponível nos arquivos do grupo Celticaconlang do Yahoo.
_________. Labarish pronouns.doc. Disponível nos arquivos do grupo Celticaconlang do Yahoo.
_________. Labarish verb “to be”.doc. Disponível nos arquivos do grupo Celticaconlang do Yahoo.
LLORIS, F. B.; CÓLERA, C. J.; SIMÓN, F. M. Novedades epigráficas en Peñalba de Villastar (Teruel). In Paleohispanica. v.5. Zaragoza: Instituto "Fernando el Católico", 2005.
PIQUERON, O. Yextis keltika.pdf. Disponível nos arquivos do grupo Celticaconlang do Yahoo.
POKORNY, J. A concise Old Irish grammar and reader. Hodges, Figgis and Co. Ltd.: Dublin, 1914.
PRÓSPER, B. M. Varia celtica epigraphica. In Paleohispanica. v.7. Zaragoza: Instituto "Fernando el Católico", 2007.
______________. Soz auku arestalo tamai: la segunda línea del bronze de Botorrita y el anafórico Celtibérico. In Paleohispanica. v.6. Zaragoza: Instituto
"Fernando el Católico", 2006.
______________. Un paralelo léxico-sintáctico entre Celtibérico y Galo. In Paleohispanica. v.6. Zaragoza: Instituto "Fernando el Católico", 2006.
SANZ, M. A. D.; CÓLERA, C. J. Dos téseras de hospitalidad precedentes de Fitero (Navarra).In Paleohispanica. v.6. Zaragoza: Instituto "Fernando el Católico", 2006.
STEMPEL, P. B. Clb. auzu ‘haurio’, auzeti ‘haurit’, auzanto ‘hauriant’: Water in the Botorrita bronzes and other inscriptions (K. 0.8, 1.1, 1.3, 2.1, 5.1). In
Paleohispanica. v.7. Zaragoza: Instituto "Fernando el Católico", 2007.
______________. Tratamiento y notación de las sibilantes en Celtibérico: cronología relativa del desarollo paulatino visible en inscripciones y moedas. In
Paleohispanica. v.5. Zaragoza: Instituto "Fernando el Católico", 2005.
STIFTER, D. Contributions to celtiberian etymology II. In Paleohispanica. v.6.
Zaragoza: Instituto "Fernando el Católico", 2006.
WODTKO, D. S. An outline of Celtiberian grammar. 2003 Disponível nos arquivos do grupo Celticaconlang do Yahoo.

ALFABETO

Assumimos o seguinte alfabeto de 16 letras: a, b, d, e, g, i, k, l, m, n, o, r, s, t, u, z.
Por sua vez, f, h, p, v, x, y são oriundos de nomes “estrangeiros”.
Tradicionalmente são aceitas 25 letras nos caracteres ibéricos: a, ba, be, bi, bo, bu, e, i, ka, ke, ki, ko, ku, l, m, n, r, s, ta, te, ti, to, tu, u, z.
Nas inscrições latinas, 'c, q' são reduzidos ao nosso 'k', por sua vez o 'ss' pode ser tanto nosso 'z', como 'st' ou mesmo 's'. Há ainda no alfabeto ibérico a escrita dual (vd. CÓLERA. 2005 & 2007b), contando 35 letras ao todo (são inclusos da, de, di, do, du, ga, ge, gi, go, gu).
Acreditamos que se “revivido” o alfabeto ibérico esta escrita dual seria bastante adequada. Em todo caso, quando nos referirmos ao alfabeto ibérico, estaremos pressupondo o de 25 caracteres. No alfabeto tradicional, as representações fonéticas apresentam alguns detalhes:
- A separação entre as palavras é marcada por ':'.
- Os encontros consonantais 'tr', 'br', 'kr', geralmente são representados de duas maneiras.

Exemplos: tirikantom < trikantom, ou como em terbia < trebia.
- Os caracteres em 't' e em 'k' também representam os fonemas em 'd' e 'g'. Exemplo: tirtanos:kuinikum: pode ser lido Tritanos (tirtanos, tridanos, tirdanos, dritanos, dirtanos, dridanos ou dirdanos) Kuinikum (guinigum, guinikum ou kuinigum).
- Há uma tendência, quando um 'ki' antecedido por um um encontro 'tiri', 'biri' ou 'kiri', de mutar para 'z'. Segobriza vd. CÓLERA & ARIÑO. 2006.

Obs: Não nos utilizamos do alfabeto ibérico por não havermos encontrado uma fonte (para o editor de texto) adequada, a única que encontramos na internet não nos pareceu suficiente nem esteticamente apropriada.

PRONÚNCIA

Assumimos, de maneira simplista evidentemente, as seguintes pronunciações:

A - a, como em 'casa'
B - b
D - d
E - e, é
G - g, como em 'gato', sempre, nunca como em 'genética'
I - i, quando intervocálico pode ser pronunciado como Y ('yes' em inglês)
K - k
L - l
M - m
N -n
O - o, ó
R - rh ou r, não há especificações, consideramos ambas válidas
S - ss, sempre como em 'severo', nunca como em 'asa'
T - t
U - u, quando intervocálico pode ser pronunciado como W ('wolf' em inglês)
Z - assumimos a africanada 'dz'. Há uma problemática acerca da pronúncia deste caractere. Pode ser pronunciado, além da africanada, 'ð', 'd' antes de 'n' ou ainda 'þ' ou 't' em posição final, assim com 'z'. vd. CÓLERA. 2007, p. 762 cf. STEMPEL. 2005, p. 539-64
EI - êi, há quem argumente sobre a pronúncia deste ditongo como ē ou ī
OU - ôu, há evidências de um possível assimilação deste ditongo ao ō

Ueizos /wêidzos/, kasilos /kassilos/, aualos /awalos/, duraios /durayos/.

No geral, há uma tendência a não se enfatizar o 'n' antes de dentais ou guturais, que parece ser sempre pronunciado de maneira 'suave'.
Argantonios /argá'ntônios/ (e não 'argântônios'), namantu /namá'ntu/ (e não 'namântu').

DECLINAÇÕES

Temas em Vogal
Singular

Temas -o -i -u
Nominativo -os -is -us
Vocativo -e -a -i -u
Acusativo -om -ām -im -um
Genitivo -o -ās -ios > -iØos -ōs
Dativo -ūi -āi -ei > -iØei -uei
Ablativo -ūz -ā(z) -īz -uez
Locativo -ei -āi -ei > iØei -uei
Instrumental -a -ei > iØei -uei

Dual

Temas -o -i -u
Nominativo / Vocativo / Acusativo -āi
Genitivo -eious -āious -ious -ōou
Dativo / Ablativo / Locativo / Instrumental -ubom -ābom -ibom -oubom

Plural

Temas -o -i -u
Nominativo -oi -ās -is -ūes
Vocativo / Acusativo -ūs -ās -is -ous
Genitivo -ūm -āūm -isūm -oūm
Dativo / Ablativo / Locativo / Instrumental -ubos -ābos -ibos -ōbos

Temas em Consoantes
Singular

Temas -d -t -k --g n -nts -r -s (neutros)
Nominativo / Vocativo -dis > -z -tis > -z -kis > -s -gis > -s -ū (n. -n) -nz > -z -r -os
Acusativo -dem -tem -kem -gem -unem (n. -n) -ntem > -nzem -rem -os
Genitivo -dos -tos -kos -gos -unos(n. -nos) -ntos > -nzos ros esos
Dativo / Locativo / Instrumental -dei -tei -kei -gei -unei (n. -nei) -ntei > -nzei -rei -esei
Ablativo -dez -tez -kez -gez -unez (n. -nez) -ntez > -nzez -rez -esez

Dual

Temas -d -t -k -g -n -nts -r -s (neutros)
Nominativo / Vocativo / Acusativo -dē -tē -kē -gē -unē (n. - ne) -ntē -rē -esē
Genitivo -dou -tou -kou -gou -unou (n. -nou) -ntou -rou -esou
Dativo / Ablativo / Locativo / Instrumental -zbom -zbom -kibom -gibom -unobom (n.-nūbom) -ntubom -rebom -esubom

Plural

Temas -d -t -k -g -n -nts -r -s (neutros)
Nominativo -des -tes -kes -ges -unes (n. -na) -ntes -res -esa
Vocativo / Acusativo -dās -tās -kās -gās -unās (n. -na) -ntās -res -esa
Genitivo -dūm -tūm -kūm -gūm -unūm (n. -nūm) -ntūm -rūm -esūm
Dativo / Ablativo / Locativo / Instrumental -dubos > -dibos -tubos > -tibos -kubos > -kibos -gubos > -gibos -unūbos (n. -nubos) -ntubos -rubos > -ribos -esubos

Manuel Araújo
Devoto
Devoto

Mensagens : 79
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 25
Localização : Portugal

http://celtocrabion.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Keltiberika

Mensagem  Manuel Araújo em Sex Dez 09, 2011 1:22 pm

PRONOMES
Demonstrativos.

Catafóricos (lat. hic, haec, hoc - “este, esta, isto”)
Singular Masculino Feminino Neutro
Nominativo / Vocativo so sa soz
Acusativo som sam soz
Genitivo so(s)? sas sos?
Dativo somui samai somei?
Ablativo somuz samaz somez
Locativo somei samai somei
Instrumental somu samai somei

Plural Masculino Feminino Neutro
Nominativo / Vocativo soi sas sa
Acusativo sus sas sa
Genitivo soisom saum soisum
Vocatico / Ablativo / Locativo / Instrumental subos sabos subos

Anafóricos (lat. iste, ista, istud “ esse, essa, isso”)
Singular Masculino Feminino Neutro
Nominativo / Vocativo sto sta stoz
Acusativo stom stam stoz
Genitivo stos stas stos
Dativo stomui stamai stomei
Ablativo stomuz stamaz stomez
Locativo stomei stamai stomei
Instrumental stomu stamai stomei

Plural Masculino Feminino Neutro
Nominativo / Vocativo stoi stas sta
Acusativo stus stas sta
Genitivo stoisum staum stoisum
Dativo / Ablativo / Locativo / Instrumental stubos stabos stabos

Relativo de identidade (lat. qui, quae, quod “que”, também relativo ao 'quis, qua, quid' – interrogativos, “quem”)
Singular Masculino Feminino Neutro
Nominativo / Vocativo io ia ioz
Acusativo iom? iam ioz
Genitivo ios ias ios
Vocativo iomui iamai iomei
Ablativo iomuz iamaz iomez
Locativo iomei iamai iomei
Instrumental iomu iamai iomei

Plural Masculino Feminino Neutro
Nominativo / Vocativo ioi ias ia
Acusativo ius ias ia
Genitivo iosum iaum iosum
Dativo / Ablativo / Locativo / Instrumental iubos iabos iubos

Indeclináveis
oskuez - “ambos, cada, cada um”
kuekuetikui - “quem/o que quer que seja, seja lá quem/o que for”
iomam - “um certo, algum”

Pessoais
Eu Tu Ele Ela Nós Vós Eles Elas
Nominativo/Vocativo egom? mi tu is (n. iz) si nes sues eioi (n. eia) eias
Acusativo me te im (n. iz) siam nos suos eius (n. eia) eias
Genitivo men tou eio eias ansom uosom eisom eiaum
Dativo / Locativo / Instrumental mui tei emui emai amei umei eibos eiabos
Ablativo mez tuez emuz emaz ansez umez eibos eiabos

Reflexivo
? pronome pessoal + sueisoz. '-suei' sufixado vd. Marques (1998a) <tessera zoomorfíca>
[kamasiosuei/ikenionke/setantunos <pelo ikenionkis do próprio-kamasiu de setantu?>.

Possessivos
Não há verbo “ter, possuir”. A possessão é expressa: obj. + pron. Pessoal dat. Exemplos:
'tuater:tomui', duater tomui, lit. “(uma) filha (é) para-mim” ie. “eu tenho (uma) filha”.

Adjetivos possessivos
Mouos -a -om - “meu, minha, algo meu”
Touos -a -om - “teu, tua, algo teu”
Sueios -a -om - “seu, sua, algo seu”
Ansonos -a -om - “nosso, nossa, algo nosso”
Uosonos -a -om - “vosso, vossa, algo vosso”
Sueisonos -a -om - “seus, suas, algumas coisas suas”

Manuel Araújo
Devoto
Devoto

Mensagens : 79
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 25
Localização : Portugal

http://celtocrabion.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Keltiberika

Mensagem  Manuel Araújo em Sex Dez 09, 2011 1:56 pm

ADJETIVOS

Os adjetivos podem apresentar-se em três gêneros, masculino, feminino e neutro: a grande maioria em '-os -a -om' e um menor número em '-is -i' ou '-us -u', nestes últimos casos a forma masculina e feminina são declinadas igualmente (em '-is' ou '-us').
A composição de nomes, num geral, obedece a diretriz de 'determinante'+'determinado'. 'sekobririka', 'Segobriga', 'sego+briga', 'poder, força'+'colina' > “colina forte/poderosa” > “castro forte”.

Para a derivação de adjetivos pátrios, étnicos, toponímicos, etc.:
Nomes terminados em Términos
-os -okos -a -om, ukos -a -om
-ios -iokos -a -om, -iekos -a -om, -ekos -a -om
-a -akos -a -om, -iakos -a -om
-ia -iokos -a -om, -iakos -a -om
-is -eikos -a -om, -ikos -a -om
-us -ukos -a -om
-r, -ø -kos -a -om
-u -ikos -a -om, -kos -a -om

Outros:
-(o)dios -a -om - “relativo, relacionado” term. “-nal” > 'mortal
-atis - “procedente, que atual como” term. “-or” > 'nadador
-ia, -ata - “abstratos e coletivos gerais” term. “-ismo”, “-mento”, etc. > 'amizade', 'druidismo', 'armamento', 'verdade'
-inos -a -om - “material de, proveniente de” term. “-reo” > 'pétreo'
-sagios -a -om - “propenso a” term. “-ão” <sem noção comparativa> 'beberrão', 'glutão'
a- - “aproximação, direção” pref. Lat. 'ad'
du- - “mal, ruim” pref. “mal(e)-” > 'malcriado
es- - “movimento para fora, negação” pref. “ex-”, “sem-” > 'exonerar'
ko(m)- - “proximidade, co-movimentação, juntamente” pref. “co(m)-” > 'co-autor'
leto- - “metade, meio” pref. “hemi-”, “semi-” > 'semicírculo'
miso- - “falso, não-verdadeiro” pref. “pseudo-” > 'pseudônimo'
oi- - “posição a frente, a cima, oposição” pref. “o(b)-” > 'opor'
ro- - “para a diante, a frente, a favor, muito” pref. “pro-” > 'projeto'
uer- - “em cima, posição superior” pref. “super-”, “supra-”, “sobre-”, “hiper-” pref. > hipertensão
us- - “posição inferior, abaixo” pref. “so(b)-”, “sub-” pref. > 'subsolo'

Para os graus de comparação, acrescenta-se 'kom-/kon ko' no → sentido equitativo, '-ius -os' no comparativo e '(i)samos -a -u' no superlativo.

Graus irregulares:
Termos Traduções Igualdade Superioridade Superlativo
akostus -om “próximo” nestetos -a -om nestius -u nezamos -a -om
bekos -a -om “pequeno” bekisetos -a -om lagius -u lagisamos -a -om
kintus -u “primeiro” kintus -u kintamos -a -om
*? “bom” kom? uellos -a -om uerouos – a -om
drukos -a -om “ruim, mal” kodrukos -a -om uetos -a -om mezamos -a -om
elus -u “muito” komantis -i leius -u
istelos -a -om “baixo” istetos -a -om istius -u istamos -a -om
iouikos -a -om “jovem” iouinketos -a -om ious -u iouisamos -a -om
litanokos -a -om “amplo, largo” koletos -a -om letis -i letaisamos -a -om
b(m)aros -a -om? “grande” kob(m)antis -i b(m)eius -u b(m)eisamos -a -om
siros -a -om “longo” kositos -a -om seius -u sisamos -a -om
trenos -a -om “forte” tresetos -a -om tresius -u tresamos -a -om
uselos -a -om “alto” usisetos -a -om usius -u usamos -a -om

O segundo elemento da comparação deve estar no ablativo:
'abulokum:uiros:teresetos:belaiskas:uiruz', Abolokum uiros tresetos belaiskas uiruz'
“O homem dos Abulocos é tão forte quanto o homem de Belaisca”.

Manuel Araújo
Devoto
Devoto

Mensagens : 79
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 25
Localização : Portugal

http://celtocrabion.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Keltiberika

Mensagem  Manuel Araújo em Sex Dez 09, 2011 2:13 pm

NUMERAIS

Rima (número) Albanu (nome) Rima Albanu
1 oinos -a -om 20 uikanti
2 duis? 30 trikontom
3 tris -iu 50 kenkuekontu
4 ketuar 100 kantom
5 kuenkue 300 trikantom
6 sues 1000 geslom
7 setam kintus -u
8 otu alios -a -om
9 noua, nouam? tritos -a -om
10 dekam ketrumetos -a -om
11 oinodekam kenkuetos -a -om
12 duidekam sueetos -a -om
13 tridekam setametos -a -om
14 ketrudekam otumetos -a -om
15 kenkuedekam nouametos -a -om
16 suedekam 10º dekametos -a -om
17 setadekam 11º oinodekametos -a -om
18 otudekam 20º uikantometos -a -om
19 nouadekam 100º kantometos -a -om

tuikeslom:ekue:otu:, Duigeslom ekue otu “dois mil e oito”.

Manuel Araújo
Devoto
Devoto

Mensagens : 79
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 25
Localização : Portugal

http://celtocrabion.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Keltiberika

Mensagem  Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 4:56 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum