Gestos e posições rituais

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Gestos e posições rituais

Mensagem  M· Diniz Nemetios em Qui Abr 21, 2011 11:40 am

A epigrafia celtibérica (que eu saiba apenas esta e a relacionada com o a zona Ibérica mesmo, ao sul da península; da Lusitânia e Galécia não temos muito) registrou algumas posições rituais que podemos claramente restaurar. O significado preciso destas posições na Antiguidade não pode, evidentemente, ser descrito com 100% de certeza, no entanto um cultor antigo reconheceria o gesto religioso - e em termos mais ortopráticos e menos ortodoxos isto basta.

Saudação.

A saudação é um símbolo de cumprimento e respeito a presença de deuses e homens. Grosso modo, esta é feita com o braço direito disposto para a frente, mas não é esticado, ao invés é levemente arqueado ou mesmo dobrado e a palma da mão está virada para frente (com os dedos para cima). Quando dois concredimaecos ("correligionário" - pessoa da mesma religião) se saúdam, a julgar pelas pinturas, um o faz com o braço esquerdo o outro com o direito - ou mais provavelmente, apenas seja uma representação de perspectiva alterada e os dois saúdam-se com os braços direitos. Conferi.

Vide:
http://www.enciclopedia-aragonesa.com/recurso.asp?recurso_id=30609
(no canto esquerdo do vaso)

E:
http://www.enciclopedia-aragonesa.com/recurso.asp?recurso_id=2348

E também:
http://www.georgeortiz.com/ortiz_test/lindexv.asp?itemid=v201

No geral, esta saudação não é a saudação romana antiga que por sua vez também é diferente da chamada saudação romana adotada pelos fascismos.

Postura de oração, prece, invocação.

Temos registrados duas posturas básicas:
a) coluna ereta, cabeça reta-levemente-levantada, mãos estendidas para cima (dedos apontando para o céu) com braços erguidos dobrados.
É uma posição comum ao mundo greco-romano (talvez adotada) e aparece representada no vaso gaulês de Gudenstrup:
http://qse.free.fr/IMG/jpg/chaudronGundestrup.jpg
(a direita se vê dois personagens com os braços nesta posição, por exemplo)

b) A outra postura consiste na coluna ereta, cabeça reta-levemente-levantada, mãos estendidas e braços abertos para baixo.
http://www.georgeortiz.com/ortiz_test/indexv.asp?itemid=v202

Para os dias de hoje, podemos supor razoavelmente que hajam posições de invocação diferentes em relação ao endereçamento da prece - se a divindades celestes (com a palma da mão voltada para cima, a posição a é um exemplo), terrenas (com as palmas voltadas para a frente) ou ainda subterrâneas (com a palma da mão voltada para baixo).

Postura ritual feminina para fertilidade e disposição sexual:

Mão esquerda sobre o seio direito com o braço dobrado, mão direita sobre a virília (ou genitais). Confiram a figura 6, neste artigo de Carmen R. Galán na Palaeohispanica vol. 8 (2008): ifc.dpz.es/recursos/publicaciones/28/40/04rueda.pdf

Postura feminina de proteção da gestação:

Mão esquerda fechada, braço curvado sobre o busto, braço direito estendido por sobre a barriga e mão aberta em direção ao ventre (fig. 17 do artigo acima).

Posturas a serem ressignificadas:

i. Conferi o artigo acima, há nele a descrição (mostrado na fig. 12) do seguinte gesto feminino: mãos abertas unidas (NÃO como o da oração cristã), braços curvados sobre os seios. A autora sugere que tal postura tenha algum caráter relacionado aos ritos de passagem (talvez proteção...). Sugiro que tal gesto feminino seja ressignificado como um gesto de agradecimento e devoção feminina.

ii. Tanto de homens como de mulheres, o braço direito em saudação e o esquerdo levemente estendido para baixo, palma da mão também aberta, com a ponta dos dedos apontando para baixo. Neste caso, o gesto (vd. fig. 15 do artigo) é desempenhado por um jovem nu, o que leva a autora a relacioná-lo com ritos de propiciação da fertilidade ou de passagem. Sugiro que tal gesto seja ressignificado como recebimento de bênçãos ou proteção divina, ainda de união das forças celestes com as ctónicas.

iii. Gesto ritual masculino, ligado aos ritos de passagem (fig. 14) - que provavelmente envolviam a tonsura/corte ritual do cabelo - mãos dispostas estendidas abertas (palmas voltadas para baixo), braços curvados na altura da cintura - lembrando um gesto de oferta. Sugiro que tal gesto seja ressignificado como relativo aos juramentos tomados sob observância de uma divindade ctónica.

Juramentos:

Infelizmente, até onde eu saiba, não temos imagens claras sobre as posições rituais nas quais os juramentos eram tomados. Nos cabe adotar posições ("provisórias" até maiores evidências). Sugiro seguir certa inspiração romana. Teremos pois 3 tipos básicos de posições relacionadas ao endereçamento/supervisão da testemunha divina que ate o juramento, a posição deve ser mantida para o pronunciamento do jurante: 1) juramento envolvendo divindades luminosas/mensageiras - estendendo o braço direito com a mão também estendida tendo a palma voltada à uma chama ou fogo sagrado; 2) juramento envolvendo divindades ctónicas - tocando o chão ou pedra com mão direita e 3) juramento para divindades relacioandas com o outromundo, diante de fontes de água, ou poço - de acordo com o gesto iii (acima) ou mesmo ii.

Sugestões, críticas, correções ou comentários?

M· Diniz Nemetios
Administrador
Administrador

Mensagens : 297
Data de inscrição : 25/03/2011
Idade : 30
Localização : Lagoa Seca, Parahyba - Brasil

http://recons-iberoceltica.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum