Gêmeos Dvinos na Ibéria (originário da lista Recons IberoCeltica)

Ir em baixo

Gêmeos Dvinos na Ibéria (originário da lista Recons IberoCeltica) Empty Gêmeos Dvinos na Ibéria (originário da lista Recons IberoCeltica)

Mensagem  Manuel Araújo em Qua Ago 17, 2011 9:50 am

Da autoria de M· Diniz Nemetios
(Terça-Feira, 11 de Janeiro de 2011)

Saudações!

Entre os povos Indo-Europeus há a concepção de Gêmeos Divinos, que ora cumprem papeis enquanto deuses de fato, ora são relegados ao campo mais "semi-divino" e enquadrados no campo heroico. O que apresentarei abaixo, é que na Ibéria, em especial entre os Calaicos, Astures e Lusitanos (e é de pensar entre os Vetões e demais povos do ocidente peninsular) temos evidência destes Gêmeos Divinos, como deuses, venerados como tais, de fato.

Em uma inscrição de La Vid em León, se lê:
DEIS E
QVEVNVBO(S?)
IVLIVS
REBVRRVS
V.S.L.M.
Num artigo recente, Ignacy R. Danka e Krzysztof T. Witczak (Studia Celto-Slavica, 2009. Vol. 4. p. 17-26), propõe que interpretemos como Deis Equeunubos, Iulius Reburrus uotum soluit libens merito. Teríamos, pois, um dativo plural latino (DEIS) seguido de um dativo plural céltico (-VBOS), o dedicante, portando, como costume, um praenomen romano e um nome céltico. Os deuses da dedicação seriam pois Equêunoi (no nominativo plural) que os autores derivam do Proto-Céltico *ekwei-sûnoi- "filhos que (cavalgam) cavalos" (eu leria simplesmente "filhos-eqüinos").

Explicam *ekwei-sûnoi > *ekwei-hûnoi > *ekwê-únoi, tal evolução com a queda infalível de um *s- (inicial), não é tão clara, apesar de ser um desenvolvimento natural das línguas célticas britônicas (o *-s-, pode até cair, como no irlandês antigo eog do Proto-Céltico *esok-). Além de que, os exemplos utilizados pelos autores para "atestar" a queda do *-s- não me parecem adequados: o primeiro é o do genitivo singular em celtibérico (que é atestadamente diferente do genitivo singular do lusitânico-calaico) e o segundo é a interpretação do teônimo LAEBO:
i. genitivo singular dos temas em -o no Proto-Céltico: *-osyo > *segos, genitivo singular *segosyo
celtibérico: segos, genitivo singular sego
lusitânico-calaico: segos, genitivo singular segi (como no latim e no gaulês)
ii. LAEBO (Witczak, 2005. interpreta como) > *Lâsebo(s) > *Lâsis = latim *Lâres, daí com a quesa do *-s-, teríamos "para os Lâsis (espíritos domésticos)" > *Lâsebos > *Lâhebos > *Lâebo.
O problema disto, é que não me parece levar em consideração, nem explicar os casos onde o *-s- foi preservado...

O termo *sûno- "filho", não foi atestado nas línguas célticas insulares (gaélicas, nem britônicas), além de que os únicos casos atestados - e mesmo assim questionáveis - são o celtibérico EBVRSVNOS (de um provável *eburo-sûno-, "filho do teixo") e o lusitânico SVNVA (*sûnuâ - que EU derivaria de *su-nowyâ - "a boa-nova, aquela que é a mais nova e boa", e não de *sûno-yâ, ou *sûnâ "filha", mas não sei).

Ok, isto são questões linguísticas que nem sempre são interessantes para os não acostumados, em termos práticos, tem como entender *Equeunoi de outra foma? Eu veria como uma variante de *Equounoi (<*Ekwo-onoi - "os grandes cavalos, senhores dos cavalos") ou ainda de *Equaeonoi (<*Ekwo-awnoi - "os que estão com/sendo os cavalos"), afinal a variação do encontro vocálico -ou- para -eu- ocorria mesmo no gaulês (touto- > teuto-).

Mas que garanhões são estes?

No modelo Indo-Europeu (doravante IE), os Gêmeos Divinos (MATASOVIC, 2009, p. 11; WEST, 2006, p. 186-191) são deuses salvadores, sempre associados a cavalos (descritos como brancos e rápidos), que ajudam os seres humanos em diversas situações críticas e que parecem "inescapáveis", são filhos do *Deus-Céu IE, jovens e auxiliadores.

Epítetos:
*salvadores
*équos, eqüinos, hípicos
*de/possuindo bons cavalos
*filhos do *Deus-Céu (para os IE, *Dyeus)
Características:
*aparecem aos mortais como jovens
*possuem cavalos brancos e muito rápidos
*os cavalos de passo leve
*possuem um carro dourado
**para alguns povos (bálticos e hindus), estão associados à aurora

-Para os hindus são os AÅ›vinâ (ou AÅ›vinau - aÅ›vin - quer dizer "équo, que tem com cavalos") ou Násatyâ (ou Násatyau - o termo significa "salvadores").
-Para os gregos são os Dioskouroi (Dios kóroi = "filhos/jovens do *Dyeus", sendo pois, de Zeus).
-Para os romanos são Castor e Pollux.
-Para os bálticos são Diêvo sunêliai (para os lituanos) e Dieva dêli (para os letões).
-Para os nórdicos que os cultuavam (segundo Tácito, Germania. 43; iii), as tribos de Silesia os chamavam de Alcis (que obviamente foram identificados pelos romanos como Castor e Pollux - o termo "Alcis", me parece ter relação com o céltico *alki- "alce"...), os saxões provavelmente se referiam a ecos seus em Hengist e Horsa (cujos nomes significam "Garanhão" e "Cavalo"), líderes quase-míticos da invasão saxã das ilhas britânicas.

E na Ibéria?
-Para os astures e calaicos (é uma abrangência dizer isto, se encontrou apenas uma ara votiva na região destes), são os Equeunoi (ou *Equounoi).
-Para os lusitanos, talvez (leiam bem TALVEZ) seja os deuses Arentios e Arentia - também associados a cavalos, prosperidade e proteção doméstica, familiar.
-Para os demais povos (Celtibéricos, Tartéssicos, etc.) não sei de nada relacionado.

São deuses de culto majoritariamente pessoal - cuja dedicação de um altar ou santuário (doméstico, mas também quiça comunitário) para oferendas, preces (em situações que envolvam ação - conflitos, viagens, problemas envolvendo movimentação, entrada-saída, desordem, etc. - de dificuldades iminentes, em que um socorro rápido seja a salvação) e culto em geral nos dias de hoje, é adequada com toda a tradição IE. Penso que a oferta de bebida, incenso (louro me soa bem) e ex-votos (relacionados às situações de ajuda ou a iconografia dos deuses: gêmeos-par divino, cavalos, etc.) gerais também seja adequado.

Dúvidas, sugestões ou críticas? Por favor, fiquem a vontade.
Inté!

:m:d:
:pb:
Manuel Araújo
Manuel Araújo
Devoto
Devoto

Mensagens : 79
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 28
Localização : Portugal

http://celtocrabion.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum