Ambivolciā / Ambiuolkiā (originário da lista Recons IberoCeltica)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ambivolciā / Ambiuolkiā (originário da lista Recons IberoCeltica)

Mensagem  Manuel Araújo em Qui Set 01, 2011 9:54 am

Da autoria de M. Diniz Nemetios
(Quinta, 20 de Janeiro de 2011)

Para o pessoal no hemisfério norte,

Umas diretrizes básicas do Ambivolcia (pelo mundo céltico em geral e pela ibéria).

Tradições:
-peregrinação a uma fonte/poço sagrado
-banho de purificação
-arrumação, limpeza da casa
-confecção de amuleto de proteção doméstico (aqui se tem as "palhas-bentas", umas cruzes célticas feitas com palha e colocadas atrás das portas, não sei se é desta forma em Portugal - mas pode-se adotar a tradição gaélica dos crosóga e brídeóg, etc.)
-oferendas domésticas de agradecimento e orações/invocações para proteção/cura e bênçãos para a casa
-abençoamento de ferramentas de trabalho, etc.
-confecção da queimada como expurgante de malefícios residuais

Comidas, plantas e animais:
-lacticínios em geral e pães
-açafrão, dente-de-leão, prímula, sálvia, alecrim
-garça, ovelhas (bezerros e lactantes em geral), cobras

Diretrizes ortopráticas:
-invocação da Deusa dos Ofícios/Fogo Doméstico antes das preparações e banhos
-oferendas nas fontes/poços/riachos: pão e/ou moedas
-oferendas no fogo doméstico: parte das comidas preparadas
-as virgens (as que não tiveram filhos ainda) devem ter o cabelos a mostra, amarrados ou trançados, as mães, véu/xale ou manto durante os ritos e orações, etc.

Deusa:
*Deusa do Fogo Doméstico, do aprendizado de ofícios, inícios, técnicas e artes, ligada a cura, poços medicinais, fontes, medicina técnica, proteção doméstica e dos animais domésticos, vigor "espiritual", sanidade, fogo doméstico, raciocínio, inspiração, virgindade/castidade ou vida solitária, as vezes representada em trio.
-os romanos interpretaram-na como Minerva, no aspecto mais padroeira dos ofícios, raciocínio, da proteção bélica, medicina, como Tutela, no aspecto mais defensivo e protetor e mesmo como Nympha no aspecto de curadora, ligada às fontes e poços.
-para os celtibéricos Maiduna (identificada com Minerva) e provavelmente a deusa Sulis.
-para os calaicos Cohventena, provavelmente a deusa Munis e talvez o aspecto "nympha" da deusa Nabia.
-para os lusitanos, além da provável Munis, Iccona (se não a entendermos como *Ekwona, ou seja a gaulesa Epona, mas sim como a também gaulesa Icona - ligada as fontes que curam) e Trebopala; me lembro de ter visto que a deusa Sulis também fora adorada na região lusitana, mas não me recordo onde e não indicarei com certeza.

===

Um dos problemas, muitas vezes angustiantes, de se estar em reconstrução é que, no caso de certas divindades mesmo, não se dispõe de muitas evidências nem apontamentos sobre seu culto e área de atuação. Daí que é necessário além da pesquisa (procurem pelas aras votivas, inscrições, imagens, etc.), é necessário também o conato, a experiência e intuição pessoal que - junto com a consulta oracular - podem esclarecer dúvidas e apontar caminhos para a prática pessoal naquele momento.

Bem, é isso. Espero que tenha sido útil.
Inté!

:m:d:
:pb:


Manuel Araújo
Devoto
Devoto

Mensagens : 79
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 25
Localização : Portugal

http://celtocrabion.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ambivolciā / Ambiuolkiā (originário da lista Recons IberoCeltica)

Mensagem  M· Diniz Nemetios em Dom Jan 22, 2012 2:21 pm

Este é um rito de cunho mais doméstico. As práticas realmente comunitárias para esta data são basicamente a recolha de água/banho ritual e a oferenda a deusa da ocasião. Um rito deste tipo, presume um poço sagrado ou fonte/nascente em local "próximo". Caso não haja, é importante que o oficiante e os auxiliares, com ajuda da comunidade, se possível, resgatem um local assim, limpando-o previamente, ou simulem/construam símbolos efetivos que funcionem.

Esboço geral do Rito.

0. Preparações gerais.
1. Reunião dos participantes, procissão a um poço/fonte/nascente sagrada.
2. Chamada, declaração de propósitos, purificação do oficiante e auxiliares por ablução, acendimento do Fogo Sagrado.
3. Rito em si: invocação, sacrifício principal e hinos (e pode haver danças circulares) a deusa da ocasião.
4. Augúrio sobre a aceitação da oferenda, prece de purificação e de agradecimento comunitário, recolhimento da água purificada.
5. Espaço para preces pessoais, oferendas, etc.
6. Término do rito, oficiante e auxiliares falam as palavras finais e encerram o rito, chamada (por corno de batalha, etc.).
7. Pode-se ainda, recorrer a um processo de purificação comunitária por meio de uma "guerra de água" (como no festival de primavera hindu, o Holi - होली), que particularmente acredito que seja a origem da prática carnavalesca do Entrudo de jogar água e farinha uns nos outros em algazarra pelas ruas.

Detalhes, oferendas e materiais.

  • Enfeites: rodas-solares/suásticas, sol, símbolos de poços, águas benéficas, cabelos enfeitados com flores, guirlandas, virgens com tranças no cabelo e penteados elaborados.
  • Cores: dourado, amarelo, branco, e trajes coloridos em geral.
  • Oferendas (devem ser depositadas em local próprio na água, a fim de não poluir a nascente/poço, etc. - caso não seja possível depositar na água, recorre-se ao fogo; neste caso, uma fogueira pode ser feita e acendida a partir do Fogo Sagrado): laticínios, moedas e pão/biscoitos.


Ainda mais sobre os Deuses.

Quanto se enxerga somente a festividade hibérnica do Imbolc, as vezes fica difícil ver bem as coisas, já que não há um deusa Ibero-céltica que invariavelmente tenha sido representada iconograficamente e interpretada como Minerva como a deusa britônica Brigantiā. Nestes anos, desenvolvi a percepção que algumas das divindades apresentadas como *Deusas-rio pelos arqueólogos, nomeadamente, as que possuem alguma conotação de cura ou sol em seus nomes ou epítetos, podem si relacionar-se crucialmente neste festival. como Sannoavā (para os galaicos do norte), as Sūliās (para os galaicos do sul), etc.

Comentários, críticas, sugestões?

M· Diniz Nemetios
Administrador
Administrador

Mensagens : 297
Data de inscrição : 25/03/2011
Idade : 30
Localização : Lagoa Seca, Parahyba - Brasil

http://recons-iberoceltica.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum